terça-feira, 31 de agosto de 2010

A parceria entre Isobel Campbell e Mark Lanegan (ex-Screaming Trees e Queens of the Stone Age) já rendeu três ótimos albuns. Hawk, lançado no último dia 16, é o mais recente da dupla. É dele a faixa que abre nosso playlist de hoje, “Lately”. Na sequencia tem Joan as Police Woman, Shapes and Sizes, Nina Nastasia, Greg Dullin, Marissa Nadler, The Moldy Peaches, Josh Ritter, Josh Rouse e Neko Case.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – ISOBEL CAMPBELL & MARK LANEGAN, “Lately”
In: Hawk, 2010.

02 – JOAN AS POLICE WOMAN, “The Ride”
In: Real Life, 2008.

03 – SHAPES AND SIZES, “Tell Your Mum”
In: Candle To Your Eyes, 2010.

04 – NINA NASTASIA, “Bird of Cuzco”
In: John Peel: A Tribute, 2005.

05 – GREG DULLI, “Wicked”
In: Amber Headlights, 2005.

06 – MARISSA NADLER, “Dying Breed”
In: Songs III: Bird on the Water, 2007.

07 – THE MOLDY PEACHES, “Anyone Else But You”
In: The Moldy Peaches, 2001.

08 – JOSH RITTER, “Real Long Distance”
In: The Historical Conquests of Josh Ritter, 2007.

09 – JOSH ROUSE, “Winter in the Hamptons”
In: Nashville, 2005.

10 – NEKO CASE, “Hold On, Hold On”
In: Fox Confessor Brings the Flood, 2006.

Participe da nossa comunidade no orkut e nos recomende uma banda:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Lançado no começo deste ano, Hidden, do quarteto inglês These New Puritans (foto) é mais ousado que Beat Pyramid, o album de estréia. O que faz dele um disco difícil de ouvir, mas fácil de gostar, dessas coisas que é mais fácil de explicar ouvindo. Já tocamos aqui dele, “Attack Music” e “White Chords” (você pode ouvi-las clicando no marcador ‘These New Puritans’), escolhemos para abrir nosso playlist de hoje, outra grande faixa: “Hologram”. Na sequencia tem The Horrors, Arcade Fire, Liars, Wild Beasts, Klaxons, The Big Pink, Lightspeed Champion, Blood Red Shoes e Jukebox The Ghost.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – THESE NEW PURITANS, “Hologram”
In: Hidden, 2010.

02 – THE HORRORS, “Who Can Say”
In: Primary Colors, 2009.

03 – ARCADE FIRE, “Month of May”
In: The Suburbs, 2010.

04 – LIARS, “Freak Out”
In: Liars, 2007.

05 – WILD BEASTS, “His Grinning Skull”
In: Limbo, Panto, 2008.

06 – KLAXONS, “Echoes”
In: Surfing The Void, 2010.

07 – THE BIG PINK, “At War With The Sun”
In: A Brief History of Love, 2009.

08 – LIGHTSPEED CHAMPION, “Faculty of Fears”
In: Life Is Sweet! Nice to Meet You, 2010.

09 – BLOOD RED SHOES, “Follow The Lines”
In: Fire Like This, 2010.

10 – JUKEBOX THE GHOST, “Empire”
In: Everything Under The Sun, 2010.

Agora a Radio Indie também está no Facebook:
http://www.facebook.com/pages/Radio-Indie/142639295767771

domingo, 29 de agosto de 2010

Na quarta playlist da série dedicada a Rough Trade, destaque para o quarteto inglês The Smiths (foto). Ironicamente, aquela que é uma de minhas bandas preferidas ainda não havia dado às caras aqui na Radio Indie. Destaque para as duas versões de “Hand in Glove” que abrem nosso playlist de hoje, a primeira com Sandie Shaw, de quem Morrissey e Johnny Marr eram fãs, depois a mais conhecida, com os Smiths. Na sequencia ainda tem The Fall, Virgin Prunes, The Go-Betweens, Violent Femmes, The Raincoats, Camper Van Beethoven, Easterhouse e The Woodentops.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – SANDIE SHAW, “Hand in Glove”(1984)
In: Nothing Less Than Brilliant, 1994.

02 – THE SMITHS, “Hand in Glove”(1983)
In: The Smiths, 1984.

03 – THE FALL, “The Man Whose Head Expanded”(1983)
In: 50,000 Fall Fans Can’t Be Wrong, 2004.

04 – THE SMITHS, “This Charming Man”
In: The Smiths, 1984.

05 – VIRGIN PRUNES, “Baby Turns Blue”(1982)
In: Baby Turns Blue Single, 1982.

06 – THE FALL, “Kicker Conspiracy”(1983)
In: 50,000 Fall Fans Can’t Be Wrong, 2004.

07 – THE GO-BETWEENS, “Man O’Sand To Girl O’Sea”
In: Before Hollywood, 1983.

08 – THE GO-BETWEENS, “Hamme The Hammer”
In: Before Hollywood, 1983.

09 – THE SMITHS, “What Difference Does It Make?”
In: The Smiths, 1984.

10 – VIOLENT FEMMES, “Ugly”
In: Violent Femmes, 1982.

11 – THE RAINCOATS, “Animal Rhapsody”
In: Moving, 1984.

12 – THE SMITHS, “Heaven Knows I’m Miserable Now”
In: Hatful of Hollow, 1985.

13 – CAMPER VAN BEETHOVEN, “Take The Skinheads Bowling”
In: Telephone Free Landslide Victory, 1985.

14 – EASTERHOUSE, “Whistling in the Dark”
In: Contenders, 1986.

15 – THE WOODENTOPS, “Move Me”
In: Well, Well, Well… The Unabridged Singles Collection, 1985.

16 – THE SMITHS, “William, It Was Really Nothing”
In: Hatful of Hollow, 1985.

17 – THE WOODENTOPS, “It Will Come”
In: Well, Well, Well… The Unabridged Singles Collection, 1985.

18 – THE SMITHS, “Barbarism Begins at Home”
In: Meat is Murder, 1985.

19 – EASTERHOUSE, “Inspiration”
In: Contenders, 1986.

20 – THE SMITHS, “How Soon Is Now?”
In: Meat is Murder, 1985.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

sábado, 28 de agosto de 2010

Berlim, Texas, é o primeiro album de Thiago Pethit (foto). O disco que custou R$ 25 mil ao bolso do paulistano traz onze faixas todas demonstrando a maturidade musical atingida por este jovem artista, um ótimo exemplo é “Mapa-Múndi” que abre nosso playlista de hoje. Na sequencia tem Tulipa Ruiz, Aerocirco, Hotel Avenida, Antiquarta, Theatro de Séraphin, Pipodélica, Marujo Cogumelo, Cosmonave e Laranja Freak.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – THIAGO PETHIT, “Mapa-Múndi”
In: Berlim, Texas, 2010.

02 – TULIPA RUIZ, “Às Vezes”
In: Efêmera, 2010.

03 – AEROCIRCO, “Nem Tudo é Tudo”
In: Invisivelmente, 2010.

04 – HOTEL AVENIDA, “Meu Abismo, Meu Abrigo”
In: Hotel Avenida EP, 2009.

05 – ANTIQUARTA, “Tudo Vai Dar Certo”
In: Primeiro Esforço (Demo), 2005.

06 – THEATRO DE SÉRAPHIN, “Na Solidão dos Campos”
In: Tristes Trópicos, 2007.

07 – PIPODÉLICA, “Bandido”
In: Pipodélica, s/d.

08 – MARUJO COGUMELO, “Boa Viagem”
In: Marujo Cogumelo EP, 2009.

09 – COSMONAVE, “Te Ver Sofrendo”
In: EP Pra Longe de Você, 2008.

10 – LARANJA FREAK, “Entrar em Você”
In: Entre as Moléculas, 2002.

Agora a Radio Indie também está no Facebook:
http://www.facebook.com/pages/Radio-Indie/142639295767771

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Conor O’Brien (foto) era guitarrista da banda de Cathy Davey antes de formar o Villagers, cujo album de estréia, Becoming a Jackal, lançado em maio deste ano, é um dos indicados ao Mercury Prize, ao lado de Foals, I Am Kloot, Laura Marling, Mumford & Sons, Paul Weller, Wild Beasts e The XX. O vencedor deste ano será conhecido no dia sete de setembro. Apesar de XX ser meu preferido, Becoming a Jackal está no páreo. Ouça dele, “Pieces”, abrindo nosso playlist de hoje. Na sequencia tem Cathy Davey, Fionn Regan, Roky Erickson, Okkervil River, Woods, Laura Marling, Local Natives, Ed Harcourt, Women e Angus & Julia Stone com a versão de “You’re The One That I Want”, do filme Grease – Nos Tempos da Brilhantina.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – VILLAGERS, “Pieces”
In: Becoming a Jackal, 2010.

02 – CATHY DAVEY, “Reuben”
In: Tales of Silversleeve, 2007.

03 – FIONN REGAN, “Be Good or Be Gone”
In: The End of History, 2006.

04 – ROKY ERICKSON and OKKERVIL RIVER, “True Love Cast Out All Evil”
In: True Love Cast Out All Evil, 2010.

05 – WOODS, “I’m Not Gone”
In: I Was Gone 7¨, 2010.

06 – LAURA MARLING, “Goodbye England”
In: I Speak Because I Can, 2010.

07 – LOCAL NATIVES, “Stranger Things”
In: Gorilla Manor, 2009.

08 – ED HARCOURT, “Do as I Say Not as I Do”
In: Lustre, 2010.

09 – WOMEN, “Eyesore”
In: Public Strain, 2010.

10 – ANGUS & JULIA STONE, “You’re The One That I Want”
In: Big Jet Plane EP, 2010.

Agora a Radio Indie também está no Facebook:
http://www.facebook.com/pages/Radio-Indie/142639295767771

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Já venho tocando o rock eletrônico do Phantogram (foto) aqui na Radio Indie desde que a dupla lançou no começo do ano seu primeiro album, Eyelid Movies. Vale a pena conferir as faixas deste trabalho já disponibilizadas no blog: “When I’m Small” e “Mouthful of Diamonds” clicando em ‘Phantogram’. Para abrir nosso playlist de hoje, escolhemos “All Dried Up”. Na sequencia tem Menomena, The Radio Dept., A Place To Bury Strangers, Mazzy Starr, Slowdive, Catherine Wheel, Ride, The Sundays e Cocteau Twins.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – PHANTOGRAM, “All Dried Up”
In: Eyelid Movies, 2010.

02 – MENOMENA, “INTIL”
In: Mines, 2010.

03 – THE RADIO DEPT., “The Video Dept.”
In: Clinging to a Scheme, 2010.

04 – A PLACE TO BURY STRANGERS, “I Know I’ll See You”
In: A Place To Bury Strangers, 2007.

05 – MAZZY STARR, “Five String Serenade”
In: So Tonight That I Might See, 1993.

06 – SLOWDIVE, “When The Sun Hits”
In: Souvlaki, 1993.

07 – CATHERINE WHEEL, “Black Metallic”
In: Ferment, 1992.

08 – RIDE, “In A Different Place”
In: Nowhere, 1990.

09 – THE SUNDAYS, “Here’s Where The Story Ends”
In: Reading, Writing, and Arithmetic, 1990.

10 – COCTEAU TWINS, “Lorelei”
In: Treasure, 1984.

Agora a Radio Indie também está no Facebook. Isso só podia ser coisa da Gladys Timmerman:
http://www.facebook.com/pages/Radio-Indie/142639295767771

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Everything in Between, novo album do No Age (foto), está prometido para setembro: mais precisamente, daqui um mês, mas enquanto a primavera não vem, você escuta seu primeiro single, “Glitter”, abrindo nosso playlist de hoje. Na sequencia tem Wavves, Deerhunter, Titus Andronicus, Lotus Plaza, Sic Alps, Crystal Stilts, Crocodiles, Animal Collective e Teen Daze.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – NO AGE, “Glitter”
In: Everything in Between, 2010.

02 – WAVVES, “Convertible Baloon”
In: King of the Beach, 2010.

03 – DEERHUNTER, “Little Kids”
In: Microcastle, 2008.

04 – TITUS ANDRONICUS, “Upon Viewing Brueghel’s ‘Landscape With The Fall of Icarus’”
In: The Airing of Grievances, 2008.

05 – LOTUS PLAZA, “Different Mirrors”
In: The Floodlight Collection, 2009.

06 – SIC ALPS, “Message From The Law”
In: A Long Way Around To a Shortcut, 2008.

07 – CRYSTAL STILTS, “Graveyard Orbit”
In: Alight of Night, 2009.

08 – CROCODILES, “Soft Skull (In My Room)”
In: Summer of Hate, 2009.

09 – ANIMAL COLLECTIVE, “The Purple Bottle”
In: Feels, 2005.

10 – TEEN DAZE, “Saviour”
In: Four More Years, 2010.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Lançado em maio de 2010, Beachcomber’s Windowsill, marca a estréia em disco do quarteto britânico Stornoway (foto). Você já ouviu aqui na Radio Indie, outras faixas deste album como “Zorbing”, “Here Comes the Blackout...!” e “On The Rocks”, abrindo nosso playlist de hoje está mais uma, “Fuel Up”. Na sequencia tem Fyfe Dangerfield, Goldheart Assembly, Bombay Bicycle Club, Erland and The Carnival, Fanfarlo, The Drums, Lissie, Slow Club e do novo album do Someone Still Loves You Boris Yeltsin, Let It Sway, a ótima “Banned (by the Man)”.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – STORNOWAY, “Fuel Up”
In: Beachcomber’s Windowsill, 2010.

02 – FYFE DANGERFIELD, “Faster Than The Setting Sun”
In: Fly Yellow Moon, 2010.

03 – GOLDHEART ASSEMBLY, “Last Decade”
In: Wolves and Thieves, 2010.

04 – BOMBAY BICYCLE CLUB, “Ivy & Gold”
In: Flaws, 2010.

05 – ERLAND & THE CARNIVAL, “My Name Is Carnival”
In: Erland & The Carnival, 2010.

06 – FANFARLO, “Finish Line”
In: Reservoir, 2008.

07 – THE DRUMS, “It Will All End In Tears”
In: The Drums, 2010.

08 – LISSIE, “Everywhere I Go”
In: Why You Runnin’, 2009.

09 – SLOW CLUB, “Christmas TV”
In: Christmas, Thank for Nothing, 2009.

10 – SOMEONE STILL LOVES YOU BORIS YELTSIN, “Banned (by The Man)”
In: Let It Sway, 2010.

Participe da nossa comunidade no orkut e nos recomende uma banda:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

domingo, 22 de agosto de 2010

Na terceira playlist da série dedicada a gravadora Rough Trade, destaque para a banda suiça LiLiPUT (foto) ou Kleenex (como era chamada antes que fosse obrigada a mudar de nome pela empresa Kimberly-Clark, fabricante do absorvente feminino Kleenex). Ainda tem Blue Orchids, Essential Logic, Vic Godard & Subway Sect, Zounds, Wire, Scritti Politti, Television Personalities, Aztec Camera, Dream Syndicate e The Go-Betweens.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.


01 – BLUE ORCHIDS, “Disney Boys”(1980)
In: The Greatest Hit, 1982.

02 – ESSENTIAL LOGIC, “Music is a Better Noise”(1979)
In: Fanfarre in the Garden, 2003.

03 – BLUE ORCHIDS, “Work”(1981)
In: The Greatest Hit, 1982.

04 – VIC GODARD & SUBWAY SECT, “Stop That Girl”
In: What’s The Matter Boy?, 1980.

05 – ZOUNDS, “Desmytification”
In: The Curse of Zounds, 1981.

06 – LILIPUT, “Split”(1980)
In: Kleenex/LiLiPUT, 1993.

07 – KLEENEX, “You”(1979)
In: Kleenex/LiLiPUT, 1993.

08 – KLEENEX, “Ain’t You”(1978)
In: Kleenex/LiLiPUT, 1993.

09 – WIRE, “Our Swimmer”
In: Document and Eyewitness, 1981.

10 – SCRITTI POLITTI, “Sweetest Girl”
In: Songs To Remember, 1982.

11 – TELEVISION PERSONALITIES, “A Sense of Belonging”(1983)
In: Yes Darling, but is Art?, 1995.

12 – SCRITTI POLITTI, “Jacques Derrida”
In: Songs To Remember, 1982.

13 – AZTEC CAMERA, “Pillar To Post”
In: High Land, Hard Rain, 1983.

14 – BLUE ORCHIDS, “Release”
In: The Greatest Hit, 1982.

15 – DREAM SYNDICATE, “Tell Me When It’s Over”
In: The Days of Wine and Roses, 1982.

16 – AZTEC CAMERA, “Oblivious”
In: High Land, Hard Rain, 1983.

17 – THE GO-BETWEENS, “Cattle and Cane”
In: Before Hollywood, 1983.

18 – AZTEC CAMERA, “Walk Out To Winter”
In: High Land, Hard Rain, 1983.

Participe da nossa comunidade no orkut e nos recomende uma banda:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

sábado, 21 de agosto de 2010

Lançado no primeiro semestre de 2010, Na Cidade é o terceiro album dos gaúchos do Pata de Elefante (foto), um dos melhores grupos brasileiros de rock instrumental da atualidade. Abrindo nosso playlist de hoje você confere deste trabalho, “Grande Noite”. Na sequencia tem Pão de Hamburguer, Lenzi Brothers, Macaco Bong, Hurtmold, Eu Serei a Hiena, Walverdes, Cassim & Bárbaria, Extromodos, A Banda de Joseph Tourton, Brasov e Mamma Cadela.




Seleção Musical de Ricardo Pereira.


01 - PATA DE ELEFANTE, “Grande Noite”
In: Na Cidade, 2010.

02 – PÃO DE HAMBURGUER, “Sr. Dali”
In: Ontem e Hoje, 2010.

03 – LENZI BROTHERS, “Regras”
In: Qualquer Cor, 2005.

04 – MACACO BONG, “Rancho”
In: Objeto Perdida EP, 2007.

05 – HURTMOLD, “Chuva Negra”
In: Mestro, 2004.

06 – EU SEREI A HIENA, “Mão Única, Sentido Figurado”
In: Eu Serei a Hiena, 2006.

07 – WALVERDES, “Anticontrole”
In: Anticontrole, 2002.

08 – CASSIM & BÁRBARIA, “Catastrofismo”
In: Catastrofismo Single, 2009.

09 – EXTROMODOS, “Os 2 À Toa”
In: Pra Ficar, 2004.

10 – A BANDA DE JOSEPH TOURTON, “#2”
In: EP 2008, 2008.

11 – BRASOV, “O Homem Objeto”
In: Uma Noite em Tuktoyaktuk, 2007.

12 – MAMMA CADELA, “A Suiça Me Deixou Sem Suingue”
In: Mamma Cadela Em Busca da Verdade, 2006.

Agora a Radio Indie também está no Facebook. Isso só podia ser coisa da Gladys Timmerman:
http://www.facebook.com/pages/Radio-Indie/142639295767771

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Em 15 Perguntas: ... Pão de Hamburguer

Entre os horários apertados com a reforma da casa e a administração da agenda da banda, Rennan Fróis, baterista do Pão de Hamburguer (foto), conseguiu um tempinho para falar com a Radio Indie. Em dois dias diferentes, durante algumas horas, conversamos sobre a banda que ele tem com o irmão, os primos e um amigo. Em um tom bastante informal e amigável, ele nos contou como a banda se formou, as dificuldades de fazer música no Brasil e, claro, as histórias engraçadas em meio as viagens e os shows. Do começo inesperado, passando pela gravação da primeira música até os shows em outras cidades, Rennan abre as cortinas e nos convida a entrar no mundo do pão (por Bárbara Bigon, especialmente para a Radio Indie).

Bárbara: Vocês, na Pão de Hamburguer, são em cinco, certo? Pode falar um pouco sobre a formação da banda? Como cada um acabou se tornando um membro?

Rennan: No início éramos apenas três, eu (bateria), Leonardo (baixo) e Gabriel (vocal e guitarra). Começamos em 2005, apenas por diversão e para tirar alguns trocados. A mãe do Gabriel trabalhava com animação de festa infantil, então a gente juntou o útil ao agradável e começamos a tocar para um bando de pirralhos. Depois, a coisa foi tomando outro rumo. As composições próprias começaram a surgir. E decidimos optar pelo nome de Pão de Hamburguer. Já como surgiu o nome é uma grande pergunta. Nem a gente lembra direito, só sabemos que Pão é Pão. Ah, o último integrante a entrar na banda foi meu irmão Bruno, que assumiu o baixo. Hoje, nossa formação é Gabriel Fausto (guitarra/vocal), Bruno Fróis (baixo/vocal), Joel Rocha (guitarra), Leonardo Bokermann (guitarra/vocal) e Rennan Fróis (bateria). Sou primo do Gabriel e do Leo, e irmão do Bruno. Tudo entre família.

Bárbara: Nepotismo impera nessas horas. Mas e o Joel, como acabou entrando na banda?

Rennan: (risos) Ele tocava na banda que o Gabriel tinha, o extinto The Black Hat. Agora ele é um Pão de Hamburguer.

Bárbara: Como foi passar de festas de criança para shows com as suas próprias composições? Vocês pensavam quando estavam tocando em festinhas de crianças, que um dia iriam ter suas próprias músicas, que fariam shows e que até ganhariam dinheiro com isso?

Rennan: Isso tudo aconteceu muito no acaso, a gente era uma piazada de merda, tocávamos cover de Mamonas Assassinas, essas coisas. Mas sempre tivemos uma boa escola com meu pai baterista e o pai do Gabriel que também é músico. A coisa foi acontecendo naturalmente. O Gabriel que é um grande compositor e que aos poucos foi nos mostrando músicas de sua autoria, fomos compondo juntos, devagar. Com o tempo, veio o amadurecimento musical. Gravamos de início umas músicas ao vivo, para ver qual seria o retorno. E o pessoal começou a gostar, a cantar, tocar, etc. Depois de algum tempo, em torno de um ano e meio, veio nossa primeira faixa gravada em estúdio, intitulada “Ontem e Hoje”.

Bárbara: E a gravação foi bancada do bolso de vocês?

Rennan: As primeiras faixas ao vivo sim, não tinha muita qualidade, mas dava para ter uma idéia das músicas. Já “Ontem e Hoje” ganhamos de presente da Carol Mira, uma grande amiga da banda que nós amamos.

Bárbara: Vocês sempre divulgaram as músicas pelo MySpace?

Rennan: Sim, o MySpace foi nossa ferramenta desde o princípio, por isso não largamos o osso (risos). Hoje em dia já temos vários sites que usamos como veículo de comunicação: Trama Virtual, Orkut, Fotolog, Twitter, etc.

Bárbara: E qual o retorno que vocês tem do público? Como eles receberam e recebem vocês?

Rennan: Sempre muito bom, os amigos sempre presentes, público fiel e agitado! Lotamos o Teatro Guairinha mês passado em Curitiba, foi lindo de ver.

Bárbara: Como é o relacionamento de vocês com o público? Vocês usam bastante a internet para a divulgação – e tem um bom retorno de público através dela?

Rennan: Cada dia melhora um pouco, hoje já temos um certo reconhecimento em Curitiba e em alguns cidades do Brasil, a internet ajuda muito, tanto para marcar shows quanto para conhecer novos fãs (risos). O pessoal tem recebido muito bem nosso som. É muito satisfatório para nós ouvirmos tanta gente falando que adora as músicas, os shows.

Bárbara: Você fala em algumas cidades do Brasil, além de Curitiba, onde mais já fizeram shows? E como foi a recepção do público nesses lugares?

Rennan: Joinvile (SC), Barra Velha (SC), Paranagua (PR), Cascavel (PR), Foz do Iguaçú (PR). Em Paranaguá, Foz e Cascavel fomos ainda melhor recebidos, parece que as pessoas dão mais importância pra cena independente, fizemos vários amigos e esperamos voltar em breve.

Bárbara: Qual é a influência de vocês como banda, em que grupos vocês se inspiram?

Rennan: As influências podem ir do blues ao rock moderno, dos tropicalistas/psicodélicos aos surrealistas, às vezes todas numa mesma música. O norte da banda está naqueles que possuem um sentimento genuíno e original: Arnaldo Baptista, Charles Bukowski, Neil Young, Blindagem, Rogério Skylab, Pink Floyd, Paulo Leminski, Buñuel, Milton Nascimento, etc.

Bárbara: E nas músicas, o que leva vocês a comporem?

Rennan: Acho que o fato de sempre querer evoluir, criar novos riffs alucinantes (risos), aquela procura da batida perfeita. Ah, acho que a própria rotina faz a gente escrever, procurar algo melhor para o dia-a-dia na música, uma saída (risos).

Bárbara: E como banda qual é a prioridade de vocês? A mensagem que querem passar.

Rennan: Em primeiro lugar se divertir, o resultado são os shows, as boas músicas, o retorno do público. Queremos passar o recado de que o rock ainda existe aqui em Curitiba!

Bárbara: Então simplesmente me conta: como vocês compõem? Qual o processo de criação? Um surge com uma idéia louca e todos ajudam? Ou é um trabalho individual?

Rennan: Nós nos reunimos com alguns pedaços de música, ou na maioria das vezes o Gabriel apresenta alguma coisa e a gente vai fazendo junto. Quando temos tempo, nos reunimos na chácara do meu tio Paulo que fica em Guaraqueçaba (PR) para compor novas músicas. A última viagem que a banda fez foi para Barra Velha (SC), na casa do Joel para novas composições. Mas hoje, a maior parte das músicas novas, são apresentadas por alguém da banda. Acredito que por falta de tempo mesmo.

Bárbara: Em algum desses lugares houve algum episódio engraçado? Ou, sei lá, já viveram a sensação de estar na rua e alguém se aproximar de vocês e declarar que é fã da banda?

Rennan: Sim, aqui em Curitiba quem acompanha a cena sabe quem somos. A última foi uma caixa de supermercado. Estávamos comprando algumas coisas e a garota perguntou se não éramos do Pão de Hamburguer. Foi engraçado.

Bárbara: Qual é a sensação de viajar com a banda, seus amigos, para fazer shows? Tem um pocuo daquele feeling on the road?

Rennan: Com certeza, é super divertido! Não é um mar de rosas porque temos que agilizar tudo: passagem de som, alimentação, onde dormiremos, essas coisas. Agora temos nosso técnico de som, o Carlão. O cara deixa o som redondo e isso facilitar nossa vida.

Bárbara: Por último, ms não menos importante: defina em uma frase o que é para você a banda Pão de Hamburguer?

Rennan: Pão de Hamburguer é vassoro*, rock’n’roll malaco, objetivo de vida, grana no bolso, saúde, sucesso (risos).

* Para aqueles que como eu não sabiam, vassoro é uma gíria de Curitiba que correspondeo ao nosso ‘largado’.

Download ''Ontem e Hoje'' 2009
http://www.megaupload.com/?d=C4UD08UT


Myspace
www.myspace.com/paodehamburguer


Comunidade da banda Pão de Hamburguer no orkut:
http://www.orkut.com/community.aspx?cmm=7061289

Twitter: http://twitter.com/Hamburguerbanda


Telefone para Contato com o Pão de Hamburguer:
Rennan Fróis (41) 96678576

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Em The Way Out, quarto album do duo The Books (foto), Nick Zammuto e Paul de Jong misturam uma série de referências que vão do folk ao funk americano e fazem, assim, um dos grandes albuns do ano. Para abrir nossa playlist de hoje escolhemos a melancólica “Free Translator”. Na sequencia tem Menomena, Four Tet, Dream Cop, Secret Cities, Nouvelle Vague, Andrew Bird, The XX, St.Vincent e para fechar, a mais bela música de todos os tempos, “Love Will Tear Us Apart” de Ian Curtis, do Joy Division.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – THE BOOKS, “Free Translator”
In: The Way Out, 2010.

02 – MENOMENA, “Queen Black Acid”
In: Mines, 2010.

03 – FOUR TET, “She Just Likes To Flight”
In: There Is Love In You, 2010.

04 – DREAM COP, “Beach City/Carol I Know”
In: Beach City/Carol I Know, 2010.

05 – SECRET CITIES, “Boyfriends”
In: Pink Graffiti, 2010.

06 – NOUVELLE VAGUE, “Bizarre Love Triangle”
In: The Best of Nouvelle Vague, 2010.

07 – ANDREW BIRD, “The Giant of Illinois”
In: Dark Was The Night, 2009.

08 – THE XX, “Shelter”
In: XX, 2009.

09 – ST. VINCENT, “Laughing with a Mouth of Blood”
In: Actor, 2009.

10 – JOY DIVISION, “Love Will Tear Us Apart”(1980)
In: Substance 1977-1980, 1988.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Lançado no começo de julho pela Rough Trade, Serotonin é o terceiro album dos rapazes do Mystery Jets (foto). De promessa do BritPop à realidade em Twenty One, os ingleses assinam aqui outro bom trabalho, mostrando que estão no caminho certo. Já tocamos aqui “Dreaming of Another World”, agora é a vez de ouvir outra faixa do novo album, “Flash a Hungry Smile”. Na sequencia tem “Rococo” – a melhor música de The Suburbs, do Arcade Fire? Fica a pergunta. E ainda Villagers, Broken Bells, The Besnard Lakes, Florence and The Machine, The National, Field Music, Toro y Moi e Film School.




Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – MYSTERY JETS, “Flash a Hungry Smile”
In: Serotonin, 2010.

02 – ARCADE FIRE, “Rococo”
In: The Suburbs, 2010.

03 – VILLAGERS, “Becoming a Jackal”
In: Becoming a Jackal, 2010.

04 – BROKEN BELLS, “The Mall and The Misery”
In: Broken Bells, 2010.

05 – THE BESNARD LAKES, “And This It What We Call Progress”
In: The Besnard Lakes Are The Roaring Night, 2010.

06 – FLORENCE + THE MACHINE, “Girl With One Eye”(Bayou Percussion Vocal)
In: Lungs Deluxe, 2009.

07 – THE NATIONAL, “Afraid of Everyone”
In: High Violet, 2010.

08 – FIELD MUSIC, “You and I”
In: Field Music (Measure), 2010.

09 – TORO Y MOI, “First Date”
In: Leave Everywhere, 2010.

10 – FILM SCHOOL, “Heart Full Of Pentagons”
In: Fission, 2010.

Participe da nossa comunidade no orkut e nos recomende uma banda:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Será de Marnie Stern (foto) a melhor música de 2010? “For Ash” é, no mínimo, uma séria concorrente, noise de primeira. É ela quem abre nosso playlist de hoje que traz também “Primitive 3D”, o lado B do single “Revival” do Deerhunter. Ainda tem No Age, Animal Collective, Wavves, Beach House, Dum Dum Girls, Sunset Rubdown, A Place To Bury Strangers e Telepathe.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – MARNIE STERN, “For Ash”
In: Marnie Stern, 2010.

02 – DEERHUNTER, “Primitive 3D”
In: Revival 7”, 2010.

03 – NO AGE, “Things I Did When I Was Dead”
In: Nouns, 2008.

04 – ANIMAL COLLECTIVE, “Bluish”
In: Merriweather Post Pavillion, 2009.

05 – WAVVES, “When Will You Come”
In: King of the Beach, 2010.

06 – BEACH HOUSE, “Heart of Chambers”
In: Devotion, 2008.

07 – DUM DUM GIRLS, “Everybody’s Out”
In: I Will Be, 2010.

08 – SUNSET RUBDOWN, “You Go On Ahead”
In: Dragonslayer, 2009.

09 – A PLACE TO BURY STRANGERS, “Lost Feeling”
In: Exploding Head, 2009.

10 – TELEPATHE, “I Can’t Stand It”
In: Dance Mother, 2009.

Agora a Radio Indie também está no Facebook. Isso só podia ser coisa da Gladys Timmerman:
http://www.facebook.com/pages/Radio-Indie/142639295767771

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

No último dia 29, o sueco Jens Lekman (foto) postou no blog We All Want Someone To Shout For sua mais nova canção, “The End of The World is Bigger Than Love”, que abre nosso playlist de hoje. Apesar da novidade, não há nenhuma indicação de quando teremos outro album do cantor. Na sequencia você ouve Pelle Carlberg, The Embassy, The Concretes, The Magnetic Fields, Belle and Sebastian, Loney, Dear, Jonathan Richman, New Buffalo e Peter Bjorn and John.




Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – JENS LEKMAN, “The End of The World is Bigger Than Love”
In: www.weallwantsomeone.org

02 – PELLE CARLBERG, “Go To Hell, Miss Rydell”
In: Go To Hell, Miss Rydell EP, 2005.

03 – THE EMBASSY, “Boxcar”
In: Futile Crimes, 2002.

04 – THE CONCRETES, “You Can’t Hurry Love”
In: The Concretes, 2003.

05 – THE MAGNETIC FIELDS, “Walk a Lonely Road”
In: Realism, 2010.

06 – BELLE AND SEBASTIAN, “Another Sunny Day”
In: The Life Pursuit, 2007.

07 – LONEY, DEAR, “Dear John”
In: Dear John, 2009.

08 – JONATHAN RICHMAN, “That Summer Feeling”
In: I, Jonathan, 1992.

09 – NEW BUFFALO, “I’ve Got You and You’ve Got Me”
In: The Last Beautiful Day, 2004.

10 – PETER BJORN AND JOHN, “Young Folks”
In: Writer’s Block, 2006.


Participe da nossa comunidade no orkut e nos recomende uma banda:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

domingo, 15 de agosto de 2010

Na segunda playlist da série dedicada a gravadora britânica Rough Trade, destaque para a banda Delta 5 (foto) que teve vida curta, durou apenas três anos, entre 1979 e 1981, mas tempo suficiente para gravar seu nome na história do punk. Na seleção de hoje ainda tem The Fall, Scritti Politti, The Raincoats, Young Marble Giants, Cabaret Voltaire, dentre outros grupos que fazem parte do catálogo da Rough Trade.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – SCRITTI POLITTI, “Confidence”
In: 4 A-Sides, 1979.

02 – THE RAINCOATS, “Adventures Close To Home”
In: The Raincoats, 1979.

03 – YOUNG MARBLE GIANTS, “Final Day”
In: Colossal Youth, 1980.

04 – SCRITTI POLITTI, “Skank Bloc Bologna”
In: Wanna Buy a Bridge?, 1980.

05 – ROBERT WYATT, “At Last Am I Free”
In: Wanna Buy a Bridge?, 1980.

06 – LiLiPUT, “Die Matrosen”(1980)
In: LiliPUT, 1982.

07 – TELEVISION PERSONALITIES, “Smashing Time”(1980)
In: Yes Darling, but is it Art?, 1995.

08 – THE FALL, “New Face in Hell”
In: Grotesque (After the Gramme), 1980.

09 – YOUNG MARBLE GIANTS, “Credit on the Straight World”
In: Colossal Youth, 1980.

10 – DELTA 5, “Anticipation”(1980)
In: Singles & Sessions 1979-1981, 2006.

11 – PERE UBU, “Final Solution”
In: Datapanik in the Year Zero-A, 1980.

12 – SWELL MAPS, “Secret Island”
In: Jane From Occupied Europe, 1980.

13 – THE POP GROUP, “We Are Time”
In: Y, 1979.

14 – CABARET VOLTAIRE, “Obsession”
In: The Voice of America, 1980.

15 – THE FALL, “How I Wrote ‘Elastic Man’”(1980)
In: 50,000 Fall Fans Can’t Be Wrong, 2004.

16 – THE FALL, “Totally Wired”(1980)
In: 50,000 Fall Fans Can’t Be Wrong, 2004.

17 – DELTA 5, “Colour”(1980)
In: Singles & Sessions 1979-1981, 2006.

18 – DELTA 5, “Try”(1980)
In: Singles & Sessions 1979-1981, 2006.

19 – CABARET VOLTAIRE, “Seconds Too Late”(1980)
In: The Original Sound of Sheffield ‘78/82, 2002.

20 – THE RAINCOATS, “Odyshape”(1981)
In: Odyshape, 1981.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

sábado, 14 de agosto de 2010

O destaque de hoje vai para o quarteto carioca Do Amor (foto) que acaba de lançar seu primeiro album. O disco que leva o nome do grupo foi gravado em 2008 e 2009, entre as turnês de metade da banda com Caetano Veloso (o baterista Marcelo Callado e o baixista Ricardo Dias Gomes faziam parte da banda que acompanhou o baiano durante a turnê do album ). Para abrir nosso playlist de hoje, escolhemos dos cariocas, “Chalé”. Na sequencia tem Transmissor, Parafusa, Mula Manca & A Fabulosa Figura, Fofoca Erudita, Volver, Pública, Tereza, Ludov, Lulina, Monno, Umnavio, Nuda, Pullovers e Doces Cariocas.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – DO AMOR, “Chalé”
In: Do Amor, 2010.

02 – TRANSMISSOR, “Eu e Você”
In: Sociedade do Crivo Mútuo, 2008.

03 – PARAFUSA, “Maria”
In: Meio-Dia na Rua da Harmonia, 2004.

04 – MULA MANCA & A FABULOSA FIGURA, “Pé no Chão”
In: Amor e Pastel, 2007.

05 – FOFOCA ERUDITA, “Pessoa Que Parte”
In: All Vivo, 2010.

06 – VOLVER, “Dispenso”
In: Acima da Chuva, 2008.

07 – PÚBLICA, “1996”
In: Como Num Filme Sem Um Fim, 2009.

08 – TEREZA, “Não Quero Saber”
In: el TOPO, 2010.

09 – LUDOV, “Paris Texas”
In: Caligrafia, 2009.

10 – LULINA, “Sangue de ET"
In: Cristalina, 2009.

11 – MONNO, “Um Dia”
In: Monno EP, 2005.

12 – UMNAVIO, “O Passado”
In: Sete Coisas Que A Gente Guarda No Bolso, 2009.

13 – NUDA, “Colibrilho”
In: Menos Cor, Mais Quem EP, 2008.

14 – PULLOVERS, “Todas As Canções São de Amor”
In: Tudo Que Eu Sempre Sonhei, 2009.

15 – DOCES CARIOCAS, “Feito a Mão”
In: Doces Cariocas, 2008.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Quatro anos após Those The Brokes, os dois casais de irmãos que formam o Magic Numbers (foto) lançaram no final de julho, The Runaway. Do novo album escolhemos “The Pulse” para abrir nosso playlist de hoje. Na sequencia tem I Am Kloot, Margot & The Nuclear So and So’s, The Thrills, The Coral, Nada Surf, Shout Out Louds, Cherry Ghost, Morning Runner e Rogue Wave.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – THE MAGIC NUMBERS, “The Pulse”
In: The Runaway, 2010.

02 – I AM KLOOT, “Radiation”
In: Sky at Night, 2010.

03 – MARGOT & THE NUCLEAR SO AND SO’S, “Broad Ripple in Burning”
In: Not Animal, 2008.

04 – THE THRILLS, “Nothing Changes Around Here”
In: Teenager, 2007.

05 – THE CORAL, “Coming Through The Rye”
In: Butterfly House, 2010.

06 – NADA SURF, “Enjoy The Silence”
In: If I Had a Hi-Fi, 2010.

07 – SHOUT OUT LOUDS, “Very Loud”
In: How! How! Gaff Gaff, 2005.

08 – CHERRY GHOST, “Thirst for Romance”
In: Thirst for Romance, 2007.

09 – MORNING RUNNER, “Hold Your Breath”
In: The Acoustic Alternative Album, 2007.

10 – ROGUE WAVE, “Solitary Gun”
In: Permalight, 2010.

Participe da nossa comunidade no orkut e nos recomende uma banda:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O Menomena (foto) está de disco novo. Lançado no final de julho, Mines aparenta ser o trabalho mais ousado deste trio de Portland cuja sonoridade é marcada pela experimentação. Abrindo nosso playlist de hoje temos “Five Little Rooms”. Na sequencia você fica com Bear in Heaven, Nurses, Department of Eagles, Sunset Rubdown, Titus Andronicus, The Fiery Furnaces, Clap Your Hands Say Yeah, The Antlers e do novo album do Stornoway, Beachcomber’s Windowsill, a ótima “On The Rocks”.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – MENOMENA, “Five Little Rooms”
In: Mines, 2010.

02 – BEAR IN HEAVEN, “Werewolf”
In: Red Bloom of The Boom, 2007.

03 – NURSES, “Catterpillar Playground”
In: Apple’s Acres, 2009.

04 – DEPARTMENT OF EAGLES, “Brightest Minds”
In: Archive 2003-2006, 2010.

05 – SUNSET RUBDOWN, “I’m Sorry I Sang On Your Hands That Have Been in the Grave”
In: Shut Up I Am Dreaming, 2006.

06 – TITUS ANDRONICUS, “Arms Against Atrophy”
In: The Airing of Grievances, 2008.

07 – THE FIERY FURNACES, “Duplexes of the Dead”
In: Widow City, 2007.

08 – CLAP YOUR HANDS SAY YEAH, “Let The Cool Goddess Rust Away”
In: Clap Your Hands Say Yeah, 2005.

09 – THE ANTLERS, “Kettering”
In: Hospice, 2009.

10 – STORNOWAY, “On The Rocks”
In: Beachcomber’s Windoswill, 2010.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

ou participe da nossa comunidade no orkut e nos recomende uma banda:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

terça-feira, 10 de agosto de 2010

O destaque de hoje vai para uma banda que está lançando seu primeiro album, o Tame Impala (foto). Vale a pena conhecer o rock psicodélico deste trio australiano que tem tudo para fazer de Innespeaker um dos melhores albuns do ano. É “Solitude is Bliss”, seu primeiro single, quem abre nosso playlist de hoje. Na sequencia tem Deerpeople, Sarah Jaffe, Panda Riot, Sayvynil, Young Liars, Allo Darlin’, Givers, Pearl and The Puppets e Antarctica Takes It!.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – TAME IMPALA, “Solitude is Bliss”
In: Innerspeaker, 2010.

02 – DEERPEOPLE, “Dr. Gay Washington”
In: Deerpeople EP, 2010.

03 – SARAH JAFFE, “Watch Me Fall Apart”
In: Suburban Nature, 2010.

04 – PANDA RIOT, “Like Flowers at Night”
In: She Dares All Things, 2008.

05 – SAYVINYL, “That’s Entertainment”
In: God Forbid, 2008.

06 – YOUNG LIARS, “Colours”
In: Colours, 2010.

07 – ALLO DARLIN’, “Dreaming”
In: Allo Darlin’, 2010.

08 – GIVERS, “Ceiling of Plankton”
In: Givers EP, 2009.

09 – PEARL AND THE PUPPETS, “Make Me Smile”
In: Because I Do EP, 2010.

10 – ANTARCTICA TAKES IT!, “Lions of Love”
In: Constellations, 2010.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Heart That’s Pounding é o primeiro album que Sally Seltmann (foto) assina com o seu nome, após dois discos e dois EPs assinando como New Buffalo. A australiana se tornou conhecida como co-autora de “1234” – hit na voz da canadense Feist. A mudança de nome também significa uma mudança na sua sonoridade. Este é sem dúvida o mais pop de seus trabalhos, um grande disco com certeza. Comece ouvindo dela, “Dark Blue Angel”. Na sequencia tem Avi Buffalo, Lucky Soul, Sarah Blasko, The Guild League, Boy & Bear, Sambassadeur, Angus & Julia Stone, The Drums e Gold Motel.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – SALLY SELTMANN, “Dark Blue Angel”
In: Heart That’s Pounding, 2010.

02 – AVI BUFFALO, “Truth Sets In”
In: Avi Buffalo, 2010.

03 – LUCKY SOUL, “One Kiss Don’t Make a Summer”
In: The Great Unwanted, 2007.

04 – SARAH BLASKO, “Don’t U Eva”
In: The Overture and The Underscore, 2004.

05 – THE GUILD LEAGUE, “Panic”
In: Romantic and Square is Hip and Aware: A Matinée T, 2009.

06 – BOY & BEAR, “Mexican Mavis”
In: Mexican Mavis Single, 2009.

07 – SAMBASSADEUR, “Kate”
In: Coastal Affairs, 2007.

08 – ANGUS & JULIA STONE, “Walk It Off”
In: Down The Way, 2010.

09 – THE DRUMS, “I Felt Stupid”
In: Summertime! EP, 2009.

10 – GOLD MOTEL, “Summer House”
In: Summer House, 2010.

Participe da nossa comunidade no orkut e nos recomende uma banda:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

domingo, 8 de agosto de 2010

Fundada na cidade de Londres, em 1978, por Geoff Travis, a Rough Trade Records é uma referência quando o assunto é música independente. Pela gravadora passaram nomes importantes como The Smiths, Arcade Fire, Aztec Camera, Butthole Surfers, Emiliana Torrini, The Fiery Furnaces, The Libertines, My Morning Jacket, Mystery Jets, Scritti Politti, The Strokes, Young Marble Giants e muitos outros que estaremos apresentando nos próximos domingos. Vale a pena ouvir esta história, de preferência no mais alto volume. Na primeira playlist da série destacamos seus primeiros singles que privilegiavam o post-punk britânico. Você ouve Stiff Little Fingers (foto), Subway Sect, Swell Maps, The Raincoats, The Monochrome Set, Spizzenergi, The Feelies, Delta 5 e Television Personalities.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – STIFF LITTLE FINGERS, “Alternative Ulster”
In: Inflammable Material, 1979.

02 – STIFF LITTLE FINGERS, “Suspect Device”
In: Inflammable Material, 1979.

03 – SUBWAY SECT, “Ambition”
In: Ambition b/w A Different Story, 1978.

04 – SUBWAY SECT, “A Different Story”
In: Ambition b/w A Different Story, 1978.

05 – SWELL MAPS, “Ripped and Torn”
In: Read About Seymour 7”, 1978.

06 – THE RAINCOATS, “Fairytale in the Supermarket”(1979)
In: Rough Trade Shops 25 Years, 2001.

07 – THE RAINCOATS, “In Love”
In: The Raincoats, 1979.

08 – STIFF LITTLE FINGERS, “Gotta Getaway”
In: Nobody’s Heroes, 1980.

09 – STIFF LITTLE FINGERS, “Bloody Sunday”
In: Nobody’s Heroes, 1980.

10 – THE MONOCHROME SET, “Eine Symphonie Des Grauens”
In: Eine Symphonie Des Grauens/Lester Leaps In, 1979.

11 – THE MONOCHROME SET, “The Monochrome Set (I Presume)”
In: Strange Boutique, 1980.

12 – SPIZZENERGI, “Soldier Soldier”
In: Soldier, Soldier/Virginia Plain, 1979.

13 – THE FEELIES, “Raised Eyebrowns”
In: Crazy Rhythms, 1980.

14 – THE FEELIES, “Fa Cé La”
In: Crazy Rhythms, 1980.

15 – DELTA 5, “Mind Your Own Business”(1979)
In: Singles & Sessions 1979-1981, 2006.

16 – DELTA 5, “Now That You’re Gone”(1979)
In: Singles & Sessions 1979-1981, 2006.

17 – TELEVISION PERSONALITIES, “Part Time Punks”
In: Where’s Bill Grundy Now? EP, 1978.

18 – TELEVISION PERSONALITIES, “Where’s Bill Grundy Now?”
In: Where’s Bill Grundy Now? EP, 1978.

19 – TELEVISION PERSONALITIES, “Happy Families”
In: Where’s Bill Grundy Now? EP, 1978.

20 – TELEVISION PERSONALITIES, “Posing at the Roundhouse”
In: Where’s Bill Grundy Now? EP, 1978.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

sábado, 7 de agosto de 2010

O quinteto pernambucano Mombojó (foto) lançou no começo de junho seu terceiro trabalho, Amigo do Tempo, quatro anos depois do excelente Homem-Espuma, o que só fez aumentar a expectativa em torno deste aguardadíssimo album. E pode-se dizer que a espera valeu a pena, estamos diante de um dos melhores lançamentos do ano. Para abrir nosso playlist de hoje, escolhemos deles, “Papapa”. Na sequencia tem Solana, China, Terminal Guadalupe, Móveis Coloniais de Acaju, Cidadão Instigado, Luísa Mandou um Beijo, Ronei Jorge & Os Ladrões de Bicicleta, Karina Buhr e Tiê.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.


01 – MOMBOJÓ, “Papapa”
In: Amigo do Tempo, 2010.

02 – SOLANA, “O interior de um edifício debaixo do mar”
In: Feliz, Feliz, 2008.

03 – CHINA, “Sem Paz”
In: MTV Apresenta: Sintonizando Recife, 2008.

04 – TERMINAL GUADALUPE, “Entre a vontade de fugir e o medo de ficar”
In: A Marcha dos Invisíveis, 2007.

05 – MÓVEIS COLONIAIS DE ACAJU, “Indiferença”
In: C_mpl_te, 2009.

06 – CIDADÃO INSTIGADO, “Homem Velho”
In: Uhuuu!, 2009.

07 – LUÍSA MANDOU UM BEIJO, “Peixe Pequeno”
In: Luísa Mandou um Beijo, 2009.

08 – RONEI JORGE & OS LADRÕES DE BICICLETA, “Aquela Dança”
In: Frascos, Comprimidos e Compressas, 2009.

09 – KARINA BUHR, “Vira Pó”
In: Eu Menti Pra Você, 2010.

10 – TIÊ, “Passarinho”
In: Sweet Jardim, 2009.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

ou participe da nossa comunidade no orkut – em breve com novidades:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Lisbon, o novo album do quinteto The Walkmen (foto), ainda demora: está previsto para 14 de setembro. Mas aqui na Radio Indie você começa a conhecê-lo, ouvindo aquele que é seu primeiro single: “Stranded”. Na sequencia tem White Rabbits, Ambulanca LTD, British Sea Power, Clinic, The Veils, Nada Surf, Arcade Fire, stellastarr* e The Dismemberment Plan.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – THE WALKMEN, “Stranded”
In: Lisbon, 2010.

02 – WHITE RABBITS, “They Done Wrong/We Done Wrong”
In: It’s Frightening, 2009.

03 – AMBULANCE LTD, “Stay Where You Are”
In: LP, 2004.

04 – BRITISH SEA POWER, “Remember Me”
In: Do You Like Rock Music?, 2007.

05 – CLINIC, “Harvest (Within You)”
In: Visitations, 2006.

06 – THE VEILS, “Begin Again”
In: Sun Gangs, 2007.

07 – NADA SURF, “Love Goes On”
In: If I Had A Hi-Fi, 2010.

08 – ARCADE FIRE, “Deep Blue”
In: The Suburbs, 2010.

09 – STELLASTARR*, “Graffiti Eyes”
In: Civilized, 2009.

10 – THE DISMEMBERMENT PLAN, “Sentimental Man”
In: Change, 2001.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

ou participe da nossa comunidade no orkut – em breve com novidades:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

O novo album do Deerhunter (foto) será lançado apenas no final de setembro: dia 28, para ser mais exato. Mas seu primeiro single, “Revival”, já foi disponibilizado pelo grupo. É ele quem abre nosso playlist de hoje. Na sequencia tem outra novidade, o primeiro single de Tomboy, novo album do Panda Bear, também previsto para setembro. Você ainda ouve Foxes in Fiction, Broken Social Scene, Surfer Blood, Black Tambourine, Avey Tare, A Place To Bury Strangers, Shocking Pinks e Fuck Buttons.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – DEERHUNTER, “Revival”
In: Halcyon Digest, 2010.

02 – PANDA BEAR, “Slow Motion”
In: Tomboy, 2010.

03 – FOXES IN FICTION, “15 Ativan (Song for Erika)”
In: Swung From The Branches, 2010.

04 – BROKEN SOCIAL SCENE, “Lover’s Spit”
In: You Forgot It in People, 2002.

05 – SURFER BLOOD, “Neighbour Riffs”
In: Astro Coast, 2010.

06 – BLACK TAMBOURINE, “Black Car”
In: Complete Recordings, 1999.

07 – AVEY TARE, “I’m Your Eagle Kisser”
In: Living Bridge, 2008.

08 – A PLACE TO BURY STRANGERS, “Keep Slipping Away”
In: Exploding Head, 2009.

09 – SHOCKING PINKS, “Emily”
In: Shocking Pinks, 2007.

10 – FUCK BUTTONS, “Surf Solar”
In: Tarot Sport, 2009.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

ou participe da nossa comunidade no orkut – em breve com novidades:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Ninguém pode negar que a banda The Coral (foto) tem conseguido representar bem o britrock: estão aí seus inúmeros hits que não me deixam mentir. Na ativa desde 1996, o agora quinteto chega ao seu sexto album, Butterfly House, lançado no último dia doze. É dele a faixa que abre nosso playlist de hoje, a ótima “Walking in the Winter”. Na sequencia tem mais rock inglês, com I Am Kloot, The Charlatans, Doves, Ocean Colour Scene, Super Furry Animals, Graham Coxon, Babyshambles, Razorlight e, finalizando, com uma de minhas músicas preferidas: “To The End” do Blur.



Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – THE CORAL, “Walking in the Winter”
In: Butterfly House, 2010.

02 – I AM KLOOT, “From Your Favorite Sky”
In: I Am Kloot, 2003.

03 – THE CHARLATANS, “You’re So Pretty – We’re So Pretty”
In: Wonderland, 2001.

04 – DOVES, “One of These Days”
In: Some Cities, 2005.

05 – OCEAN COLOUR SCENE, “The Riverboat Song”
In: Moseley Shoals, 1996.

06 – SUPER FURRY ANIMALS, “The Gift That Keeps Giving”
In: Hey Venus!, 2007.

07 – GRAHAM COXON, “This House”
In: The Spinning Top, 2009.

08 – BABYSHAMBLES, “In Love With A Feeling”
In: Down in Albion, 2005.

09 – RAZORLIGHT, “Burberry Blue Eyes”
In: Slipway Fires, 2008.

10 – BLUR, “To The End”
In: Parklife, 1994.

Siga a Radio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

ou participe da nossa comunidade no orkut – em breve com novidades:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99362344