sábado, 22 de janeiro de 2011

Não é de hoje que o Walverdes (foto) faz barulho. Desde 1993 na estrada os gaúchos não precisam provar mais nada, discos como 90 Graus, Anticontrole e Playback estão entre os melhores do independente nacional, mas Breakdance não deixa por menos, são 23 minutos de um rock sujo e agressivo como só o trio sabe fazer. Para abrir nossa playlist de hoje, a ótima “Basalto”. Na sequencia tem Superguidis, Zefirina Bomba, Loomer, Facas Voadoras, Jair Naves, The Name, Identidade, Pelebrói Não Sei?, Vivendo do Ócio, Faichecleres, Damn Laser Vampires e Júpiter Maçã.

Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – WALVERDES, “Basalto”
In: Breakdance, 2010.

02 – SUPERGUIDIS, “Malevolosidade”
In: Superguidis, 2006.

03 – ZEFIRINA BOMBA, “Sobre a cabeça”
In: Noisecoregroove Cocoenvenenado, 2006.

04 – LOOMER, “Rocket Fuzz”
In: Coward Soul EP, 2010.

05 – FACAS VOADORAS, “Bruises in a Crunched Amp”
In: You’re No Longer Dressed in Black, 2010.

06 – JAIR NAVES, “De branquidão hospitalar, queimando em febre, eu me apaixonei”
In: Araguari EP, 2010.

07 – THE NAME, “Can U Dance, Boy?”
In: Assonance EP, 2009.

08 – IDENTIDADE, “Dance”
In: Jogo Sujo, 2006.

09 – PELEBRÓI NÃO SEI?, “Céu Sem Cor”
In: Positivamente Mórbido, 2001.

10 – VIVENDO DO ÓCIO, “Dilema”
In: Nem Sempre Tão Normal, 2009.

11 – FAICHECLERES, “Embriagado”
In: A Calçada da Fama, 2007.

12 – DAMN LASER VAMPIRES, “Bracadabro”
In: Gotham Beggars Syndicate, 2008.

13 – JÚPITER MAÇÃ, “Base Primitiva”
In: Uma Tarde na Fruteira, 2008.

Siga a Rádio Indie pelo twitter e fique por dentro das atualizações do blog:
http://twitter.com/radio_indie

Nenhum comentário:

Postar um comentário