domingo, 17 de julho de 2011

Lançado em 1997, pela Kill Rock Stars, Dig Me Out, da Sleater-Kinney, é o destaque de hoje da Discoteca Indie, nossa seleção dos melhores albuns independentes de todos os tempos. Ao contrário de outras bandas da Kill Rock Stars – em especial a Bikini Kill – a Sleater-Kinney é politizada mas não agressiva. O disco se arma em torno dos vocais em contratempo de Corin Tucker e Carrie Brownstein (em especial o interessante uivo em falsete de Tucker) e dos enérgicos duelos de guitarras (não há baixo). Dig Me Out é uma mistura perfeita de ideologia, atitude e bons riffs. (in 1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer).

Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – SLEATER-KINNEY, “Dig Me Out”
In: Dig Me Out, 1997.

02 – SLEATER-KINNEY, “One More Hour”
In: Dig Me Out, 1997.

03 – SLEATER-KINNEY, “Turn It On”
In: Dig Me Out, 1997.

04 – SLEATER-KINNEY, “The Drama You’ve Been Craving”
In: Dig Me Out, 1997.

05 – SLEATER-KINNEY, “Heart Factory”
In: Dig Me Out, 1997.

06 – SLEATER-KINNEY, “Words and Guitar”
In: Dig Me Out, 1997.

07 – SLEATER-KINNEY, “It’s Enough”
In: Dig Me Out, 1997.

08 – SLEATER-KINNEY, “Little Babies”
In: Dig Me Out, 1997.

09 – SLEATER-KINNEY, “Not What You Want”
In: Dig Me Out, 1997.

10 – SLEATER-KINNEY, “Buy Her Candy”
In: Dig Me Out, 1997.

11 – SLEATER-KINNEY, “Things You Say”
In: Dig Me Out, 1997.

12 – SLEATER-KINNEY, “Dance Song ‘97”
In: Dig Me Out, 1997.

13 – SLEATER-KINNEY, “Jenny”
In: Dig Me Out, 1997.

Agora a Radio Indie também está no Facebook:
http://www.facebook.com/pages/Radio-Indie/142639295767771

Nenhum comentário:

Postar um comentário