sexta-feira, 16 de março de 2012

Diferente de The Mistress, álbum de estréia do Yellow Ostrich, que se resumia apenas a Alex Schaff tocando sozinho em seu quarto, o recém-lançado Strange Land traz o Yellow Ostrich como um trio, o que tem sua influência na sonoridade deste álbum se comparado ao anterior. Confira dele “Daughter”. Na sequencia tem DrakhaBrakha, Mesita, ARMS, Bears, Coma Cinema, Bombadil, Frankie Rose, Junip e Jeremy Lee Given.

Seleção Musical de Ricardo Pereira.

01 – YELLOW OSTRICH, “Daughter”
In: Strange Land, 2012.

02 – DAKHABRAKHA, “Baby”
In: http://dakhabrakha.bandcamp.com

03 – MESITA, “Friend to the Horizon”
In: Here’s to Nowhere, 2011.

04 – ARMS, “Heat & Hot Water”
In: Arms [EP], 2010.

05 – BEARS, “Eleven A.M.”
In: Greater Lakes, 2012.

06 – COMA CINEMA, “Business as Usual”
In: Blue Suicide, 2011.

07 – BOMBADIL, “So Many Ways To Die”
In: Tarpits and Canyonlands, 2009.

08 – FRANKIE ROSE, “The Fall”
In: Interstellar, 2012.

09 – JUNIP, “Always”
In: Fields, 2010.

10 – JEREMY LEE GIVEN, “Old Flames”
In: Old Flames, 2010.

Siga a Rádio Indie pelo twitter e fique por dentro das nossas atualizações:
http://twitter.com/radio_indie

Nenhum comentário:

Postar um comentário